DESDE
1989
Buscar Imóvel para Aluguel de forma detalhada
OU PELO CÓDIGO DO IMÓVEL: Buscar Imóvel para Aluguel de forma detalhada

Newsletter


Cadastre seu email para receber nossa Newsletter:

« voltar

Ano: II Edição: 9 Data: 28/06/2010

Volume de ações judiciais cai 9,8% nos cinco primeiros meses de 2010
 
O número de ações judiciais relativas a contratos de locação obteve uma queda de 9,8%, se compararmos o período de janeiro a maio do ano de 2009, que contabilizou 9.725 ocorrências, com o do ano 2010, que teve 8.769 ocorrências. Com destaque para maio, mês que houve a maior queda de ações ajuizadas, cerca de 3,4%, os estudos realizados pela Secovi-SP constata que, mesmo com a diminuição de ocorrências, a falta de pagamento de aluguel continua como principal motivo das ações locatícias, seguida pelas questões ordinárias, renovatórias e consignatórias.
Segundo Jaques Bushatsky, diretor da Secovi-SP, a nova Lei do Inquilinato têm contribuído nos resultados. "Provavelmente, cientes da nova rapidez dos procedimentos judiciais, as pessoas estão tentando liquidar eventuais pendências extrajudicialmente, valendo-se dos bons serviços prestados pelas imobiliárias que administram locações".
 
Crédito habitacional alcança o de veículos, aponta Banco Central
 
Segundo dados do Banco Central, no começo de 2009 o financiamento para veículos superava o crédito imobiliário em quase 30%. Hoje, a diferença é inferior a 1%.
A venda a prazo de veículos cresceu 30% nos 12 meses encerrados em abril e bateu recorde por causa do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) reduzido que vigorou até março. No mesmo período, o crédito imobiliário no país avançou 50%. As duas modalidades de crédito superaram no começo do ano R$ 100 bilhões em financiamentos cada uma.
Um dos fatores responsáveis por esse crescimento é o aumento nos prazos dos financiamentos. Desde abril de 2009, o prazo médio do financiamento habitacional, que pode chegar a 30 anos, aumentou dois anos.
 
Investimento no mercado imobiliário
 
A instabilidade econômica da população torna cada vez mais constante o investimento no mercado imobiliário, considerado o mais estável e com mais garantia de retorno da atualidade. Segundo dados de um banco brasileiro, foram concedidos, até o último dia 10, cerca de R$22,7 bilhões em empréstimos para compra da casa própria, quase 123% a mais que no mesmo período do ano passado. Com esse crescimento no mercado imobiliário brasileiro e com o grande reconhecimento de investimento seguro, os empresários vão muito além. No próximo dia 21, eles realizarão um seminário em Londres, com o objetivo de apresentar aos investidores ingleses um panorama do mercado imobiliário e turístico brasileiro, demonstrando as vantagens do Brasil como um destino seguro e atraente na recepção de investimentos estrangeiros.



banners11.jpg
FIABCI Aliança Internacional de Estratégia e Inteligência Imobiliária Rede Brasil de Imóveis Rede Imobialiária Cearense Câmara Brasil-Portugal | CE AADIC ABAMI
© Todos os direitos reservados
Desenvolvimento:
Navegantes Internet e Consultoria & Digital Design